sábado, 23 de maio de 2015

CERIMÔNIA DO SACRAMENTO MATRIMONIAL - MAIO 15

     Aconteceu hoje a noite na igreja de São Sebastião, presidida por Frei Santos, a celebração do Matrimônio dos casais que fizeram a preparação nos dias 16 e 17 do corrente mês.



 Casais com Frei Santos
Família Silva, no acompanhamento musical

sábado, 16 de maio de 2015

FORMAÇÃO EXTRA PARA NOIVOS - MAIO 2015

     Nos dias 16 e 17 do corrente,  no convento São Sebastião estivemos conversando com os noivos, que estão buscando vivenciar a vida a dois com as bênçãos do Sacramento do Matrimônio. Noi final da manhã do dia 17, nos reunimos diante do Santíssimo, para adorá-lo, encerrando assim a preparação dos noivos.

Irmã Juliana conversando com os noivos sobre o perdão - 16/05/15
Noivos na Hora Santa ao Senhor - 17/05/15
Prof. Jaime falando sobre o Sacramento do Matrimônio - 17/05/15

quinta-feira, 14 de maio de 2015

DIA INTERNACIONAL DA FAMÍLIA


A família é um lugar privilegiado na vida das crianças


     A família é considerada a unidade básica da sociedade. É o vínculo afetivo mais valorizado. Neste Dia Internacional da Família, que se celebra cada ano no dia 15 de maio, foi proclamado pela Assembleia Geral das Nações Unidas, através da resolução 47/237 de 20 de setembro de 1993, com o objetivo de aumentar o grau de consciência e de reflexão sobre todos os temas que rodeiam a família, como também fomentar os laços familiares.

O valor da família


     A ONU (Organização das Nações Unidas) reconhece a importância da família como lugar privilegiado dentro da educação infantil. A família é o lugar de crescimento, onde as crianças devem encontrar proteção e segurança. O direito à família deve ser preservado e em alguns países, conquistado. As necessidades das famílias são diferentes segundo o nível econômico e a luta pelo seus direitos, em cada país.

     Nos países em vias de desenvolvimento, muitas famílias são obrigadas a mudar constantemente de lugar, para buscar a supervivência em outras regiões ou países ou para fugir das guerras e conflitos. Nos países mais desenvolvidos as famílias também apresentam problemas. As necessidades às quais se enfrentam são mais emocionais que econômicas. A família é a base da educação infantil.

O que é a família


     A família é muito mais que uma composição formada por pessoas que compartilham laços sanguíneos, como pais, avós, tios, primos, sobrinhos, netos... Hoje em dia as famílias se transformaram muito devido às mudanças socioculturais, econômicas e religiosas.

     É muito importante a vida em família, pois as pessoas necessitam umas das outras. Além disso, compartilhar momentos de afetividade com a família só faz bem para as crianças porque traz mais proximidade, calor humano, harmonia, amor, carinho, sentimentos que as pessoas precisam para serem felizes.
     Neste Dia Internacional das Famílias, é importante que os pais, especialmente, revejam os seus conceitos e o seu papel e posição diante dos filhos e entre eles. É necessário que todos os membros da famílias assumam as suas responsabilidades dentro do lar para que a família esteja equilibrada. A celebração do Dia Internacional da Família é uma grande oportunidade para que as famílias demonstrem e reflitam sobre como melhorar a relação entre todos.

sábado, 9 de maio de 2015

CELEBRAÇÃO PARA O DIA DAS MÃES


– Preparando a celebração

(Cada um leva uma foto de sua mãe viva ou falecida. Além disso, quadro ou imagem de Nossa Senhora e flores naturais)

I - Acolhida

Animador – Queridas mães, minhas irmãs e meus irmãos. Agradeçamos ao Senhor pela mãe que temos ou tivemos, mães de sangue e mães do coração, sinal da presença amorosa de Deus em nossa vida. Ser mãe é muito bom, bonito, gratificante, apesar das dificuldades. Nem sempre os filhos se tornam o que a mãe sonha para eles, mas o importante é que sejam bons. Às vezes é muito difícil ser mãe, educar os filhos, porque exige responsabilidade, atenção e traz preocupação, mas compensa. Como disse uma mulher: “Sinto prazer, orgulho em ser mãe. Ser mãe é ser heroína”.

II – Canto: Deixa a luz do céu entrar

Deixa a luz do céu entrar!/ Deixa a luz do céu entrar!/ Abre bem as portas do teu coração * e deixa a luz do céu entrar!

Tu anseias, eu bem sei, a salvação,/ tens desejo de banir a escuridão./ Abre, pois, de par em par, teu coração/ e deixa a luz do céu entrar!

III – Chegou a hora de partilhar a vida:

(Falar espontaneamente sobre algum momento/acontecimento que marcou sua vida por ser mãe ou com a sua mãe)

IV – Vamos agradecer

Animador – O salmista convida as pessoas, que chama de “servos do Senhor”, a louvar o nome de Deus que se inclina para levantar o pobre e recuperar a dignidade da mulher. Aceitando o convite do salmista, vamos agradecer ao Senhor em dois coros, rezando o Salmo (112).

Todos – Aleluia! Louvai, servos do Senhor, louvai o nome do Senhor!

Grupo 1 – Seja bendito o nome do Senhor, desde agora e para sempre.

Grupo 2 – Do nascer ao pôr do sol, seja louvado o nome do Senhor.

Grupo 1 – O Senhor se eleva sobre todos os povos, sua glória está acima do céu!

Grupo 2 – Quem é igual ao Senhor nosso Deus que mora no alto e se inclina para olhar pelo céu e pela terra?

Grupo 1 – Ele ergue da poeira o fraco e tira do lixo o pobre.

Grupo 2 – Para fazê-lo sentar-se com os príncipes, com os príncipes do seu povo.

Grupo 1 – Ele faz a estéril sentar-se em sua casa, como alegre mãe dos filhos.

Todos – Aleluia!

Animador – Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo.

Todos – Como era no princípio, agora e sempre. Amém!

V – Canto de aclamação da Palavra

VI – Leitura bíblica – Mc 7, 24-30

(Pode ser dialogado: narrado/a, Jesus, mulher siro-fenícia [uma mãe])

     Então Jesus saiu daí e foi para a região de Tiro e Sidônia. Entrou numa casa e não queria que ninguém soubesse onde ele  estava. Mas não conseguiu ficar escondido. Uma mulher, que tinha uma filha com um espírito impuro, ouviu falar de Jesus. Foi até ele e caiu a seus pés. A mulher era pagã, nascida Fenícia da Síria. Ela suplicou a Jesus que  expulsasse de sua filha o demônio. Jesus disse: “Deixe que primeiro os filhos fiquem saciados, porque não está certo tirar o pão dos filhos e jogá-los aos cachorrinhos.”  A mulher respondeu: “É verdade, Senhor; mas também os cachorrinhos ficam debaixo da mesa  e comem as migalhas que as crianças deixam cair.” Então Jesus disse: “Por causa disso que você acaba de dizer, pode voltar para casa; o demônio já saiu da sua filha.” Ela voltou para casa e encontrou sua filha deitada na cama, pois o demônio já tinha saído dela.ϯ Palavra da Salvação!

VII – Refletindo sobre o texto

L 1 – Acabamos de ouvir no Evangelho como Jesus gostaria de descansar um pouco, estar despercebido, mas isto não era possível. Uma mulher, uma mãe ouve falar de Jesus e isto desperta a sua fé, sua esperança: “Ele é a minha salvação”. A mulher o procura, vai ao seu encontro e aproxima-se dele.

L 2 – Para fazer isto, esta mãe precisou vencer vários obstáculos: deixar sua filha em casa, desconsiderar os preconceitos tanto por ser mulher como por ser estrangeira. É uma mulher de fibra, corajosa, determinada. E ela se aproxima do Mestre, jogando-se aos seus pés.

L 1 – Esta mãe está sem esperança, está preocupada. A filha, que ela ama muito, está em perigo. Jesus é seu refúgio, sua esperança. Por isso ela é capaz de superar as dificuldades para chegar perto do Mestre.

L 2 – Seu desejo é ver sua filha com saúde. É mãe que intercede por sua filha, porque o amor tem a força de mudar as situações da vida. Então ela suplica pela filha doente, confiante que será atendida.

L 1 – A reação de Jesus nos surpreende. Ele não quer atender a mulher, porque ela é estrangeira. Em primeiro lugar, Jesus entente que sua missão é servir ao povo de Israel. Que decepção para esta mãe!

L 2 – Mas esta mulher não se deixa vencer pela resposta de Jesus. Ela está acostumada aos embates da vida e a lutar. É persistente, resiste e responde com sabedoria: “os estrangeiros também têm direito de participar do banquete do Reino, mesmo enquanto os filhos estão sendo alimentados.”

L 1 – Agora é Jesus que se surpreende com esta mãe: “Por causa de tuas palavras, podes voltar para casa. O demônio já saiu de tua filha.” A palavra que a mulher pronuncia demonstra sua fé. Então Jesus lhe concede a graça. Podemos dizer, de certo modo, que a mulher “catequiza” Jesus, pois sua palavra é que faz Jesus mudar de ideia.

L 2 – A mulher volta para casa e encontra sua filha com saúde. Valeu a pena ir ao encontro de Jesus, insistir com o Mestre, superar os preconceitos, responder com firmeza, procurar seu espaço no Reino. A salvação é para todos. Não há privilegiados, porque Deus ama toda a humanidade.

Animador – As mães que sofrem hoje podem se inspirar na atitude desta mulher estrangeira, que cheia de coragem e fé foi ao encontro do Senhor. As mães podem apresentar a Jesus seus filhos e filhas confiantes: os que estão doentes, os que dependem da bebida e das drogas em geral, os que estão nas prisões, os que estão desempregados, os que estão tristes... Aliás, todos nós somos chamados a agir como a mãe do Evangelho: superar as barreiras e os preconceitos e lutar pela vida.

VIII – Vamos apresentar a Deus as nossas preces

Animador – Confiantes como a mãe do Evangelho que refletimos, vamos fazer nossos pedidos ao Deus das paz. Nossa resposta será: Tem compaixão de nós, Senhor!

1. Muitas mães se dedicam aos seus filhos como amor, ternura e responsabilidade: para que tenham a alegria de serem valorizadas e amadas por eles, rezemos.

2. Há pessoas cuja mãe já partiu para a casa do Pai: para que renovem sua fé e esperança na ressurreição, rezemos.

3. Quantas mães sofrem a perda de seus filhos por causa da violência e a falta de segurança pública: para que sejam consoladas pelo Deus da Vida, rezemos.

4. As mães são as primeiras catequistas de seus filhos: para que elas continuem a conduzi-los para Deus com o exemplo e a palavra, rezemos.

IX – Benção das Mães

(Cada pessoa abraça ou toca sua mãe e repete a oração feita pelo animador; se houver alguma mãe sozinha, alguém vai adotá-la. Após a oração, fazer o sinal da cruz em sua mãe e pedir a bênção)

- Oração

Animador – Bendito seja o Senhor pelas mãe, que são reflexo de seu amor e ternura. Senhor, abençoa estas mães com a tua graça, para que sejam, cada vez mais, presença de tua bondade entre nós.

Todos – Bendito seja o Senhor!

X – Canto final

XI – Bênção final

Animador – Deus, fonte de vida, que ressuscitou Jesus dos mortos e nos envia o seu Espírito, nos abençoe e nos guarde: Pai, Filho e Espírito Santo.

Todos – Amém!

Hora da Família, volume 13 - 2009

quinta-feira, 7 de maio de 2015

FORMAÇÃO PARA NOIVOS - MAIO 2015

     Na noite de hoje estivemos no salão São Francisco com os noivos, que estão se preparando para receberem o Sacramento do Matrimônio. Hoje falamos sobre o "Plano do Amor de Deus" e "Sexualidade no Matrimônio".


Batista falando sobre "Sexualidade no Matrimônio"

sexta-feira, 24 de abril de 2015

FORMAÇÃO PARA PAIS E PADRINHOS - COMUNIDADE DE APARECIDA

     Na noite de hoje, estivemos na Comunidade de Nossa Senhora de Aparecida, onde fizemos palestra sobre o Sacramento do Batismo para pais e padrinhos.
 

MISSA NO ABRIGO SÃO JOSÉ - ABRIL/15

  

     
     Como mensalmente acontece, hoje às 08:00h teve início a Celebração Eucarística, no Abrigo São José. Após a celebração, visitamos os moradores do abrigo.
     Estavam também visitando os moradores do abrigo, alunas do curso de enfermagem da FAP.



quinta-feira, 9 de abril de 2015

FORMAÇÃO PARA NOIVOS - ABRIL 2015

     Estivemos no salão São Francisco conversando com os noivos que estão se preparando para receberem o Sacramento do Matrimônio. Nesta 5ª feira conversamos sobre os temas: "Plano do Amor de Deus" e "Sexualidade do Matrimônio".

 Casal Batista & Help falando sobre "Sexualidade no Matrimônio"
 Agente pastoral Silvia falando sobre o "Plano do Amor de Deus"
      Na noite de 6ª feira, conversamos com os noivos sobre "Paternidade Responsável" e o Sacramento do Matrimônio".

 Frei Gildásio, falando sobre o Sacramento do Matrimônio